E vejo flores em você!

 

Por Maysa Napolitano

Pra quem pensava que estampa floral só podia ser usada na primavera ou no verão, a novidade é que nesse inverno essa estampa está com tudo! Ela aparece em tons claros e escuros, em flores pequenas ou maiores, dá pra agradar a todos os gostos. Aliás o bom é que dá pra aproveitar algumas peças da estação passada e só complementar o look com algumas peças mais quentinhas como blazers, casacos e meia-calças.

Uma das peças com estampa floral que está super em alta nessa estação é o blazer. Ele definitivamente invadiu as vitrines e as revistas! Eles dão um toque todo romântico para o visual!

Blazers

Confira mais algumas peças em estampa floral que também estão super em alta:

Trent coat

Blusas

Saias

Saia Longa + jaqueta de couro: Um arraso!

Esse look da Rachel está super bacana para o inverno!

Vestidos

A estampa floral em branco e preto como no vestido que a Bianca Bin está usando fica super bacana também! Romântico e sofisticado!

Decoração de casamento: Rosa e Marrom!

Por Maysa Napolitano

 

O marrom e o rosa fazem uma mistura que funciona muito bem. Eu mesma adoro essas duas cores juntas, será que é por causa do meu sobrenome Napolitano?! rs Pode ser… Mas enfim, fica chique e delicado ao mesmo tempo! Muitas vezes o noivo bate o pé e não deixa a noiva escolher o rosa como cor da decoração do casamento por achar muito feminina essa cor, mas quando a gente mistura o rosa com o marrom, digamos que dá um toque masculino à coisa.

Essa tendência veio dos EUA, tanto que a maioria das fotos que eu colocarei abaixo eu tirei de blogs americanos. Aqui no Brasil, essa combinação ficou popular depois do casamento da Ticiane Pinheiro com o Roberto Justus, que diga-se de passagem foi muito bonito e elegante!

Algumas idéias de decoração da festa nessas cores

 

Bolos

 

Cupcakes

Almofada de carregar as alianças

 

Idéia de lembrancinha:

Animal Print: Onça!

Por Maysa Napolitano

 

Animal Print de onça está super em alta no inverno 2011. Depois de ser chamada de cafona e ter sido super usada pelas chamadas “peruas” há alguns anos, a estampa de oncinha está de volta com tudo trazendo muito estilo para esta estação.

Para quem é fã dessa estampa opções não faltam, ela está presente em todo tipo de roupa, sapatos, bolsas, lenços e muito mais. Mas atenção, esta estampa deve ser usada com um certo cuidado para não acabar te deixando chamativa demais. Em geral, uma peça de onça já é o bastante pra deixar o look bonito e moderno!

Confira nas fotos abaixo:

Casaco, vestido de manga e calça:

 

Mais alguns vestidos:

Oncinha colorida!

 

Saias:

 

Saia Longa:

 

Para um visual mais clean e ao mesmo tempo elegante, aposte nos acessórios com essa estampa. Lenços e echarpes nesse inverno vão muito bem, pois além de darem um up à produção também esquentam.

Lenços e echarpes:

 

Bolsas:

 

Sapatos:

Tênis de oncinha!

 

Acessórios:

O que dizer desse relógio? Simplesmente um luxo!!!

E até mesmo nas unhas:

Rihanna

Franjinha, franja, franjão!

A engraçadíssima Anne Hathaway deu a dica quando apresentou o prêmio do Oscar esse ano. Um dos vestidos usados pela atriz foi um Oscar de la Renta todo de franjas e que ela fez questão de brincar. Pronto, está lançada mais uma tendência de 2011, as franjas. Logo em seguida a Lanvin lançou a coleção Resort 2012 com vestidos lindos cheios de franjas.

E essa tendência não fica só nas roupas, Alexandre McQueen e a Chanel trazem acessórios de desejar pra sempre com muitas franjas
Já em terras tupiniquins a Coven apresentou no Fashion Rio Verão 2012 um vestido preto de franjas e um outro com franjas numa combinação de cores ótima.
Só sei que eu quero um vestido desses pra brincar igual a fofa da Anne.

       

     

Dica de leitura: O Noivo da Minha Melhor Amiga

O que você faria se encontrasse a pessoa certa na hora errada?

O que você faria se essa pessoa fosse o noivo da sua melhor amiga?

Rachel é uma advogada novaiorquina que sempre foi considerada a “certinha” do grupo. Ela sempre procurou ser uma boa filha, amiga, aluna, profissional e, ocasionalmente, namorada, mesmo quando isso ia contra aquilo que ela realmente pensava e sentia, os outros sempre vieram primeiro e ela, absurdamente, considera nobre esta atitude.

Com toda essa pinta de boa moça e esse jeito submisso, ela alimenta o sonho de um dia encontrar o grande amor da sua vida. Quando criança ela sonhava estar bem casada e com filhos antes dos 30 anos e quando a idade chega e ela não tem 1/3 do que imaginava que teria nesta idade, Rachel começa a entrar em parafuso.

Darcy se casará com Dex, e eles se conheceram graças a Rachel, amiga em comum dos dois. Darcy sua melhor e mais antiga amiga e Dex seu amigo de faculdade, que durante algum tempo ela alimentou uma paixão secreta, mas ele era tão perfeito, inteligente e bonito que Rachel achou melhor ficar na sua e ser uma boa amiga, afinal, ele não fazia o seu “tipo”. Como não é ciumenta nem nada, Rachel apresentou os dois que, apesar de serem o oposto, se apaixonaram e sete anos depois decidem se casar e Rachel (claro) é a madrinha da união.

No aniversário de 30 anos de Rachel, sua best friend Darcy resolve fazer uma festa supresa para comemorar essa “grande” fase da sua vida. Darcy, como sempre, rouba a cena e no alge da bebedeira faz uma dança sensual no balcão do bar e seu noivo, Dex, decide que é o momento de ir embora. Darcy, no entanto, esquece sua bolsa e Dex é obrigado a voltar para buscá-la e decide ficar mais um pouco para comemorar o aniversário de sua velha amiga de faculdade (Rachel). Eles vão para outro bar e continuam a bebedeira, relembrando os tempos de faculdade, o professor que detestavam e as horas e mais horas que estudavam juntos até que decidem que já passou da hora e é melhor ir embora. Ambos pegam o mesmo táxi que no caminho, num momento oportuno, passa por um buraco e Rachel, bêbada, é arremessada para o colo de Dex e é onde as coisas começam a complicar.

Tomados por um desejo repentino, eles se beijam avidamente e decidem que uma parada, apartamento da Rachel, é o suficiente. Sobem aos beijos e tropeços e tem início ao período mais conturbado da vida da nossa protagonista. O dia seguinte chega, mas o arrependimento não. Apesar do susto ao acordar com Dex nu ao seu lado e a voz estridente de Darcy na secretária eletrônica, ela está incrivelmente feliz e nem um pouco arrependida, ela sente que Dex é a pessoa que ela procurou a vida toda, mas que apareceu na hora errada. Eles estão cada vez mais apaixonados, Dex não para de pensar em Rachel e Rachel pensa em Dex o tempo todo, mas o casamento está próximo e esta situação (ou relacionamento) tem prazo de validade, 2 meses.

As coisas ficam mais intensas e Rachel não vê Dex tomar atitude alguma para mudar isso (cancelar o casamento), então lhe dá o ultimato “só me procure quando decidir o que quer” e para se manter firme na decisão que tomou, Rachel decide que este é o melhor momento para visitar seu amigo Ethan na Inglaterra. Lá procura se distrair de todas as formas, faz tour pela cidade, conhece diversos pubs e até conhece outros caras, mas sente que falta alguma coisa e após passar alguns dias em Londres retorna para casa, sua vida mediocre e o casamento de Dex.

Seu retorno à Nova York é marcado por reviravoltas e vale a pena conferir, não falarei senão perderá a graça, mas tem uma frase de Rachel que me marcou, acho que traduz o espírito do livro e de nossas escolhas: “…Mas  aprendi que é você quem constrói sua própria felicidade, que para ganhar algo que deseja muito é necessário perder algo também. E quando os riscos são grandes, as perdas também podem ser.” É uma frase meio Homem-Aranha para mulheres, mas diz muito.

Nunca havia lido Emily Giffin e gostei muito da sua narrativa, do humor dos personagens, da estória, vale a pena conferir e ela tem ótimas referências no mundo literário, Marian Keyes (Melacia), Lauren Weisberger (O Diabo Veste Prada) e Meg Cabot (Diário da Princesa) rasgaram elogios para descrever o enredo que brevemente vocês lerão.

Para quem não é fã de leitura, existe a oportunidade de assistir o filme “O Noivo da Minha Melhor Amiga”, com Ginnifer Goodwin (Ele não está tão afim de você) como Rachel, Kate Hudson (Como perder um homem em 10 dias) como Darcy e o lindíssimo Colin Egglesfield (da série Melrose Place) como Dex. No livro o personagem Ethan não é tão presente, mas no filme (interpretado por John Krasinski) ele dá uma pitada de humor muito especial que rende muitas risadas.

Make Up – Ameixa

Os tons de ameixa são forte tendência para essa estação. A Contém 1g lançou uma coleção que dá um toque muito especial. Eu particularmente gosto bastante das maquiagens da Contém 1g não só pela variedade de produtos e adaptações para diferentes tipos de pele mas, também pela qualidade que eles possuem.

A coleção agrega desde blushes, sombras e batons que foram vistos nos desfiles dos principais criadores nacionais e internacionais.

Quem é quem na moda.

Essa é Anna Wintour a editora-chefe da Vogue América e a editora de moda mais influente do mundo. É ela quem diz o que vai ou não ser moda no mundo fashion.  Foi ela que catapultou a carreira da über  model Gisele Bündchen e dos estilistas John Galliano e Marc Jacobs entre outros. Sua fama migrou do mundinho da moda para as páginas de celebridades depois que sua ex-assistente pessoal Lauren Weisberger escreveu um livro que diz ser completamente ficcional e que foi adaptado para o cinema intitulado O diabo veste Prada. No filme a atriz Meryl Streep interpreta Miranda Priestly editora-chefe da Runaway. Apesar de Lauren afirmar categoricamente que seu livro é ficcional é automático pensar que foi baseado na sua convivência com Anna Wintour, ainda mais se juntarmos a já fama de durona, tirana e mão-de-ferro de Anna. Todos os anos Anna promove a festa “Costume Institute Gala”, baile de gala do Metropolitan Museum of Art em Nova York que atrai pessoas do mundo da moda, cinema, televisão e  esportes. E em 2009, Anna lançou um filme para mostrar os bastidores da revista no mês mais importante para a moda The September Issue. O trailler você vê aí em baixo Resumindo: é ela quem manda e desmanda no mundo bilionário da moda.

 

 

 

Emmanuelle Alt é a nova editora-chefe da Vogue francesa, nova porque assumiu o cargo em janeiro, mas sua primeira capa foi publicada em março. Ela teve que substituir o mito fashion e uma de suas melhores amigas Carine Roitfeld, no cargo por 10 anos,  o que pode ser interpretado como uma continuação do trabalho, já que não é uma mudança muito drástica. Em sua primeira capa comandando a Vogue France, Emmanuelle colocou a brasileira Gisele Bündchen usando um vestido branco de renda de Dolce & Gabbana. Mesmo no cargo a pouco tempo já demonstra personalidade no comando e só podemos esperar coisas boas.

Apesar de ser italiana Anna Dello Russo é a editora-chefe da Vogue Japão e com certeza é a mais excêntrica e fashion victim de todas! É a queridinha dos fotógrafos de street style e não é por menos, ela tem obsessão por sua imagem e por suas roupas e por isso mesmo chama atenção por onde passa. Não à toa ela já declarou ser doente por roupas, sua obsessão já invadiu cozinha e porão de sua casa, onde mais ela colocaria 4 mil pares de sapatos! Com metade eu já seria muito feliz! Anna trouxe visibilidade e importância para a esquecida Vogue Japan.

                                                                                                    

Franca Sozzani é a editora com mais tempo de casa, está no comando da Vogue Itália a 23 anos e podemos dizer que é a menos glamourizada dentre as poderosas. Porém não é menos polêmica e mostra isso em frases ríspidas e idéias e trabalhos polêmicos na Vogue como o uso de peles e recentemente lançou a campanha contra a anorexia na moda usando 3 modelos plus size na edição de junho da revista.