Hello Me

Por Débora Gumiero

Estou eu aqui curtindo uma tarde tranquila de sol e inspirada por uma música do Megadeth (“Sweating Bullets”), que fala sobre estar com você mesmo. Mais uma vez me ponho a pensar sobre o que de fato temos a aprender nesse planeta. Mas como esse assunto é muito amplo, vou falar sobre a dificuldade das pessoas – ou a cultura que se criou – de não mostrar sua real face. Isso está tão inserido na sociedade que nem ao menos percebemos quando criamos nossa máscara. Já que tudo é uma questão de hábito, estou tentando mostrar minha real face para as pessoas, independente de sua classe social, importância ou falta dela.

Ser você mesmo pode ser muito melhor do que imagina. É quebrando pequenos tabus, muitas vezes imperceptíveis, que, talvez, consigamos entender nossa real lição aqui na terra. Aliás, perceba que muitas coisas que não concretizamos é pelo medo daquilo não sair como planejado. O que dói mais é saber que não temos controle de nada no mundo e por esse motivo deveríamos perceber o sentimento do medo e não deixá-lo criar forças em nossa mente. Vamos lá, me conte quem você é, eu adorarei te conhecer de verdade, pode confiar, porque também terei de confiar em você para lhe mostrar quem sou!

Assisti um vídeo no youtube que falava brevemente sobre a história do universo e da “insignificância” de nós terráqueos. Não creio sermos insignificantes, mas o sentido do vídeo foi que muitos “humanos” por status acham que podem tratar ou destratar outros como se fossem “Deus”. Penso que nem Deus tem esse direito e, nessa situação, também percebemos a ignorância e a máscara embutida no ser. Tire essa máscara, que o faz sentir-se “Deus”, e veja como ele se portará diante de todos.

Por sermos todos iguais, o respeito ao próximo é um ato solene, majestoso. Seja você, respeite o próximo e em vez de reclamar, aprenda com todas as lições que a vida lhe proporciona. Tudo se transforma conforme o ângulo que você encara os fatos. Não desanime, por mais difícil que pareça, lembre-se, a vida e o tempo não param para você pensar. Se adapte as mudanças e seja feliz enquanto há tempo, por favor! rs

Anúncios

4 comentários sobre “Hello Me

  1. Realmente as pessoas precisam de mais amor no coração, ser mais elas mesmas ao invés de inventar máscaras que só obstruem aquilo que elas tem de melhor, o ser humano é muito limitado e não deve se entregar a Teomania, querendo ser Deus e só de pensar que nem voar podemos como os pássaros isso já basta para entender o quanto somos limitados e como temos que nos colocar nos nossos pequenos lugares.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s