Mas afinal, por que os homens traem?

Resposta: Não há uma única razão. E a verdadeira você encontrará conversando com o parceiro. Não é uma conversa fácil se existe amor e desejo entre o casal, pois o homem terá muito cuidado para não magoar ainda mais sua parceira. Sim, porque a dor da traição é grande. Não se trata apenas do rompimento de um acordo e da quebra do vínculo de confiança. Uma traição pode abalar a confiança que a parceira tem nela mesma como mulher, como amante, além de questionar toda relação de intimidade construída no decorrer do tempo em que estão juntos. O que há ou já houve de verdade na história dos dois? Em geral, esta pergunta fica incomodando, arranhando.

 

Por que eles traem?

  •  O homem em questão separa o que é amor do que é sexo. Para ele, transar com uma garota por quem sentiu muito tesão não tem nada a ver com o amor e desejo que sente pela sua companheira. É só um momento de prazer. E ele pode realmente entender assim. Aliás, esse também pode ser o entendimento de uma mulher, apesar de estarmos falando de homens. E não é verdade que todos os homens pensem assim.
  •  Um homem pode acreditar que ele como homem tem direito a transar com quem quiser porque representantes do sexo masculino são diferentes de mulheres e, além disso, isso não tem nada a ver com o casamento, ou com o namoro. E isto é diferente do item anterior, pois aqui temos uma questão que é o fato do homem acreditar que por ser desse sexo tem direitos diferentes das mulheres. Explicação nada convincente em nossa sociedade.
  •  Um homem pode acreditar que não pode negar uma investida direta, porque poderia colocar em questionamento sua masculinidade, caso essa mulher conte para alguém. Esse tipo de pensamento mostra uma crença de que os homens de verdade não podem resistir ao desejo. No entanto, tanto homens como mulheres podem sim escolher se querem ou não ceder. Um homem que sabe o que quer e o que é pode e deve dizer sim ou não, tendo como referência os seus interesses e as consequências que está disposto a administrar.
  • Um homem pode conseguir se envolver com mais de uma mulher ao mesmo tempo e viver bem a relação com as duas. Pode parecer difícil acreditar. Mas existem muitos homens (e mulheres) que mantêm duas relações, que podem ser atém bem satisfatórias, por um bom tempo na vida.
  • Um homem pode ter questões emocionais mal resolvidas, em função da situação da família da qual procede e em função disso, não conseguir se conter e precisa manter um terceiro relacionamento. Neste caso, precisa do apoio de um psicólogo para lidar de maneira diferente com os relacionamentos.
  • Um homem pode mentir que ama uma mulher e continuar mantendo a relação por outros interesses. Então acaba se envolvendo com uma terceira pessoa por quem realmente se apaixona. Mas tem dificuldade em romper com a primeira e fica mantendo a situação.
  • Um homem pode ter dificuldade de ter certos comportamentos sexuais com a mulher que ama e precisa de outra, que não ama, para se satisfazer de outras maneiras que para ele são muito estimulantes. É a separação de amor e sexo, mas dessa vez, o ponto forte que leva à traição é a intenção de fazer coisas que jamais faria com sua esposa ou namorada.
  • Um homem pode trair porque quer ter o sabor da sedução novamente. E com sua companheira tão segura, isso já não existe, ou quase não mais.
  • Uma vida sexual ativa não significa uma vida sexual interessante e estimulante. E um homem pode ir em busca disso.

Enfim, são várias as razões que podem levar um homem a trair e aqui coloquei algumas delas. Independente de parecer mais ou menos aceitáveis, a questão é que a parceira traída pode ou não aceitar as explicações de seu parceiro e a relação pode ou não ter continuidade. O importante é que, o casal possa conversar sinceramente e expor os sentimentos, motivos, e definir como ficará o contrato dos dois daí em diante. Porque um relacionamento é mantido, sim, por expectativas e crenças, que uma vez rompidas precisam ser reorganizadas. Não dá para viver numa constante incerteza e num mundo de cobranças e desconfianças. Aqui falamos de homens, mas mulheres também traem e a necessidade do diálogo também é a mesma.

Por fim, quero acrescentar que o que muitas vezes o que coloca um ponto final na relação não é a traição em si, mas a maneira como o que traiu lida, ou lidou, com o que foi traído. Se o homem fez a mulher desconfiada acreditar que estava ficando louca, ou se ela quis abordar a questão várias vezes porque sentia que a relação não ia bem e ele se recusou dizendo que era coisa da cabeça dela; fica difícil de se reconciliar. Nesses casos, que citei como exemplo, a traição fica em segundo plano e o que vem primeiro é a sensação de desconhecimento a respeito de quem é aquele que se julgava companheiro leal. A deslealdade é pior que a infidelidade.

Fonte: Gazeta web

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s