1920

 

O pós-guerra é sempre uma época de profundas mudanças. E os anos 20 não deixaram por menos.

As mulheres, cada vez mais independentes e com poder de voto, decidiram abandonar de vez as antigas regras, subindo as barras das saias e usando modelos de vestidos (bem) mais abertos e soltos. A cintura desceu em modelagens de forma reta. Os cabelos ficaram curtinhos. Os chapéus, menores. A maquiagem e os cigarros foram permitidos.

Os ídolos do cinema representavam todos esses ideais de beleza e comportamento. Entre todos, os que mais se destacaram foram Clara Bow, Louise Brooks, Rudolf Valentino e Josephine Baker.

O gosto pelo exótico, tanto nas artes como no marketing, na moda e até na mobília eram tendências fortes desta década, que se fortaleceram com a descoberta do túmulo de Tutankamon no Egito, em 1922.

O clima de festa era geral, com bailes animados ao som de jazz e pelos passos do charleston. Durante o dia, gramofones enchiam as casas de música e o divertimento continuava nos cinemas, em filmes com ou sem voz.

O gosto por materiais reluzentes se popularizou, assim como pelos tecidos sintéticos. Já próximo do final da década, os modelos bicolores e a geometria tornaran-se moda, e Coco Chanel e Madeleine Vionnet, com seus estilos elegantes, ganharam destaque.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s