Top 15 melhores posts

Imagem

Nada como relembrar velhos tempos e continuar a caminhada 😉

Abaixo os 15 melhores posts do blog Elamundo desde o início:

1. 10 coisas no visual feminino que os homens odeiam!
2. Decoração de casamento: Rosa e Marrom!
3. 10 coisas que as mulheres odeiam nos homens!
4. Dica de penteado: Cabelo solto!
5. Vestidos de Noiva em Renda: Made in Brasil!
6. Existe amizade entre homens e mulheres?
7. Saia longa: De volta para o futuro!
8. Vestidos de noiva: Celebridades Brasileiras!
9. Casamento na praia!
10. Trança: sinônimo de classe e descontração!
11. Mechas e mais mechas coloridas!
12. Trash the dress! Se joga!
13. Quem inventou o amor?
14. Na dúvida vai de pretinho básico!
15. Vestidos de Noiva: Celebridades Internacionais!

E você, gostou mais de qual post?

Beijos

Anúncios

Mulheres que Tomam Iniciativa

Por Débora Gumiero

Este tema, pode ser ou não, algo que agrade os homens, depende do ponto de vista dele e/ou as intenções dela mas, temos que encarar que este é um fato bem comum nos dias de hoje.

As mulheres estão cada dia mais equilibradas com os homens, e isso faz com que as deixem mais confiantes, independentes e livres para tomar a iniciativa, ou pelo menos demonstrar com mais clareza seu interesse.

Os homens dizem que acham a situação diferente, interessante, mas ainda reclamam que muitas mulheres se vulgarizam quando adotam este tipo de postura. Eles aceitam os olhares, a aproximação, se deixam envolver, mas há um momento em que eles precisam se sentir os donos da situação, e talvez nada mais natural, porque assim é a natureza “o macho domina a fêmea”. Eles precisam mostrar interesse, provar seus dotes, sejam físicos como de um homem que atendem à mulher para não se sentirem menos.

Do lado da mulher de atitude, tratando-se de bom senso,  ela, auto-confiante, chegará no cara e conversará com ele para mostrar o que ela tem de melhor… charme, inteligência, autenticidade, bom humor etc. Para ela as coisas são simples, sem rodeios já que ela sabe o que quer. Mas acredito que a maioria delas, depois de conseguir o que queria e tiver a tendência de querer mais depois, pode vir a calhar uma rejeição. Eles dizem que apesar de gostarem da iniciativa, eles perdem o tesão da situação porque o fato foi consumado.

.

“As vezes tem uma iniciativa mas com uma atitude que não parece… desvalorizante mas, quebra um pouco o jogo, de fato!”  Rafael Furquin
.

“Acho que tudo que não é comum estranha um pouco mas, isso tende a acontecer cada vez mais” Vinícius Fortineli

.

“Eu acho interessante. Na hora é meio estranho porque é diferente do que estou acostumado, mas não vejo porque elas não fazerem isso, já que estão interessadas. Mas sendo sincero, tira um pouco do encanto do ato da conquista às vezes.” Theodoro Mierle
.
.
“Depende da ocasião, no caso de garotas que são muito atiradas e acabam deixando as coisas muito fáceis, correm um sério risco de serem usadas só pelo momento. Se for pra ter algo sério, não me importo de esperar o movimento da sedução mas prefiro que a iniciativa parta do homem!” João Menezes
.
..

Eis o machismo que ainda está impregnado em nossa sociedade. Os homens cobram atitude, mas mulheres que tomam essa atitude, muitas vezes são automaticamente desvalorizadas no conceito deles, algo bem irracional como ação e reação.  Isso só mostra a ligação entre homem x desafio.

É meninas, acredito que a iniciativa, para ser positiva (caso você pense em algo pra depois), pode ser algo sutil, de leve, sem afronto. Assim você não perde a oportunidade e nem ele. rs

Mas num geral, não devemos nos prender a regras, porque uns vão gostar, quem sabe se apaixonar (por você) pela sua iniciativa e outros nem tanto. O que realmente interessa é você se manter autêntica e não se sabotar. Faça o que quiser, quando quiser, com quem tiver vontade… sem forçar nada!

By the way… como disse Voltaire “O maior problema e o único que nos deve preocupar é vivermos felizes” 😉

Um beijo
Débora Gumiero

Tranças!

Por Débora Gumiero

Segundo o site Wikipedia, a trança é mais precisamente um nó no cabelo, com o objetivo de enfeitá-lo.

Na Grécia antiga, estava sempre presente nas cabeças de suas Deusas e sacerdotisas, durante a Idade Média estava presente nas mulheres com seus penteados muito elaborados e refinados (que podemos apreciar nas pinturas Medievais e Renascentistas). Outro momento histórico das tranças foi durante a década de 70, mas até hoje este entrelaçar de cabelos tem ganhado novos formatos e adeptos no mundo todo.

A trança sofistica um look e otimiza seu tempo.

Existem tranças para todos os gostos e habilidades, veja algumas:

 

Trança Espinha de peixe

 

1 – Separe o cabelo em duas partes iguais.

2 – Pegue um pequeno pedaço de cabelo (de preferência de baixo para que ele enrole toda a seleção) de uma das partes e leve até o outro lado. Tenha certeza de que os pedaços não estão grossos ou vai parecer uma trança normal.

3 – Repita tudo para o outro lado.

4 – Repita as etapas 2 e 3 até o final da trança.

5 – Para sua trança parecer mais cheia suba o elástico e nivele as pontas.

Trança Cascada

 

1 – Comece com uma trança regular de três pontas.

2 – Depois de 3 ou 4 torcidas deixe cair uma das partes e pegue outro pedaço do local aonde sua trança está indo. Repita quantas vezes forem necessárias.

Trança Coroa

 

1 – Separe a maior parte do seu cabelo para frente (no seu rosto).

2 – Comece trançando as três partes de baixo perto da nuca.

3 – Enquanto você for trançando, siga o formato da coroa e vá adicionando cabelo conforme você vá contornando.

4 – Termine a trança e prenda com um elástico. Depois disso coloque-a no lugar com o auxílio de grampos.

 

Curtiram? Quero ver todo tentando hein? Mandem suas sugestões nos comentários!

Elabeijos

Quem disse que tem que ser magra pra ser feliz?!

Por Débora Gumiero

Nos últimos dias temos ouvido falar bastante sobre a ditadura da magreza, seja no local clássico “passarela” ou em propaganda de academias que já foram boas. Um caso conhecido é o da cantora Adele, pois é, recentemente a cantora foi chamada de ‘gordinha demais’ pelo estilista Karl Lagerfeld (CHANEL) , mas rebateu se dizendo contente com seu peso e forma. Outro caso recente é a propaganda agressiva da academia Runner que criou um outdoor que perguntava o seguinte: “Neste verão, você quer ser sereia ou baleia?” Geeeeente, o que que é isso?!? Eles perderam a noção ou as pessoas que estão cegas e burras? Por favor, ser magro é legal, porém, não é sinônimo de felicidade. Engana-se quem vai para a academia em busca da felicidade, felicidade é um conjunto de coisas e acontecimentos da vida somados, não é estar magro que tudo fica lindo, na real, você tem que estar bem com você, estar com os pensamentos leves e resolvidos entre outras coisas.

A MELHOR MANEIRA DE MELHORAR O PADRÃO DE VIDA, É MELHORAR O PADRÃO DO PENSAMENTO… 😉

“Eu nunca quis ser como as modelos nas capas das revistas. Eu represento a maioria das mulheres e tenho orgulho disso.” Adele

Obs.: Mesmo assim, Adele foi capa da VOGUE:

“Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma. É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida. Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um “não”. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.” Autor desconhecido

Papo retrô: A Família Twist (Round the Twist)

Por Débora Gumiero

E que criança não tem história pra contar sobre os seriados da TV Cultura?! Eu adorava um que chamava-se  A Família Twist (ou Round the Twist). A Família Twist era um seriado de origem australiana baseado nas histórias do escritor Paul Jennings. Contava a história de três crianças que viviam com o pai em um farol que participavam de várias aventuras mágicas e paranormais. O seriado teve iníco em 1989 e fez mais sucesso pelo mundo do que na própria Austrália.

A Família Twist teve 4 temporadas e cada uma delas com sua história independente. Ou seja, você poderia assistir o seriado em ordem aleatória.

Vou falar sobre a primeira, mas as subsequentes foram tão boas ou melhores quanto a primeira. (Aliás, a última temporada foi ao ar no ano 2000 e creio que eu não tenha visto.)

Na 1ª temporada (1989), o farol é assombrado por uma música vinda de cima. No último episódio, Lighthouse Blues, é revelado que a música esta sendo tocada pelos fantasmas da família de Neil. Os fantasmas ajudam os Twist a impedirem o Sr. Gribble de destruir o farol.

A trilha sonora é muito característica desse tipo de seriado,  era cantada por Tamsin West, que fez o papel de Linda na primeira temporada.

Um episódio pra vocês (infelizmente não encontrei legendado)

*Fotos e vídeos retirados da web

Dica de Filme: Além da Vida (HEREAFTER)

Por Débora Gumiero

“CADA UM DE NÓS SE PERGUNTA: O QUE NOS ESPERA ALÉM DA VIDA? PODEMOS REENCONTRAR OS QUE JÁ PARTIRAM?

Esse é o tipo de filme para aqueles que gostam de refletir sobre a vida e o que vem depois dela. Sobre pessoas que cruzam nossa vida e o que temos que aprender com elas.

Estrelado por Matt Damon,  Além da Vida acompanha a história de três pessoas que são tocadas pela morte de maneiras diferentes. George (Matt Damon) é um americano que desde pequeno consegue manter contato com a vida fora da matéria, mas considera o seu dom uma maldição e tenta levar uma vida normal. Marie (Cécile De France) é jornalista, francesa, e passou por uma experiência de quase morte durante um tsunami. Em Londres, o menino Marcus (Frankie McLaren/George McLaren) perde alguém muito ligado a ele e parte em busca desesperada por respostas. Enquanto cada um segue sua vida, o caminho deles irá se cruzar, podendo mundar para sempre as suas crenças.

O roteiro é de Peter Morgan, a produção é assinada por Clint Eastwood, Kathleen Kennedy, Robert Lorenz, Steven Spielberg, Frank Marshall, Peter Morgan e Tim Moore.

Haus of Gaga – A grife de Lady Gaga

Por Débora Gumiero

Stefani Joanne Angelina Germanotta, nascida em Nova Iorque, 28 de março de 1986, mais conhecida pelo nome artístico Lady Gaga, é considerada uma das 25 pessoas mais influentes e uma das 5 pessoas mais bem remuneradas do mundo. Gaga é uma figura que choca e faz questão disso.

A cantora tem sido influenciada por artistas de glam rock, como David Bowie e a banda Queen. Alguns artistas renomados da música pop como Madonna e Michael Jackson, também exerceram certa influência na artista. A música “Radio Ga Ga”, da banda Queen, inspirou seu nome artístico, “Lady Gaga”.

Na moda, ela considera Donatella Versace como sua musa. Gaga possui uma equipe própria de produção criativa chamada Haus of GaGa, que ela acompanha pessoalmente. A equipe é responsável por criar muitas de suas roupas, adereços e penteados.

O vestido feito de carne crua usado pela artista na edição de 2010 dos Video Music Awards, foi o figurino oriundo da Haus of Gaga que causou mais polêmica.

Os calçados criados pelo designer japonês Noritaka Tatehana desafiam a gravidade ao serem construídos com uma plataforma frontal que pode chegar a 25 cm. Lady Gaga é uma das clientes, como mostrou com o par de bota de cano alto e plataforma altíssima que usou no prêmio do conselho de moda americano, em junho.

Cantora usa bota incrustada de tachas douradas durante evento da MTV para ajuda das vítimas do terremoto no Japão.
Detalhe do calçado com tachas: inspiração do criador japonês vem dos modelos usados durante o Renascimento, na Itália, e no período Edo, no Japão

Gaga causou na final do programa “American Idol” em maio com seu sapado com salto em formato de pênis. O sapato custa US$ 4,5 mil e é da marca inglesa Void of Course. Segundo o TMZ, a produção do programa tentou colocar o logo do “American Idol” em cima, mas foi sem sucesso…

Veja mais alguns sapatos de Gaga:

E esse aqui em homenagem a minha amiga que ama rosa, Maysa Napolitano!